segunda-feira, 23 de maio de 2016

A arte de estudar economia

Em tempos de democratização da informação, principalmente por meio de redes sociais, é comum que a capacidade autodidata das pessoas seja estimulada. Nada mais natural. Há milhares de fontes de informação por toda a internet. No entanto, seriam todas elas confiáveis?

Há muita desinformação e contra-inteligência na internet, principalmente em redes sociais. Sites de notícias, com pretensões jornalísticas também não fornecem uma informação confiável em todos os ambientes. Isso porque, cada veículo de mídia representa um interesse e um posicionamento sobre política e economia. Assim, as análises destes agentes é naturalmente enviesada.

Mas, se o objetivo é estudar economia para um concurso específico, não há nada melhor do que estudar por meio de questões que já tenham aparecidos nas provas. Melhor ainda se as questões forem da banca examinadora que promove o concurso em que você quer ser aprovado. Assim como os veículos jornalísticos, as bancas examinadoras também adotam um viés para formulação e resolução de questões.

Por isso, na I Jornada Acadêmica da Faculdade Fortium, em Brasília, onde ministro algumas disciplinas relacionadas ao mundo econômico, vamos fazer uma revisão de vários conceitos cobrados em editais como "noções de economia", por meio de um conjunto de exercícios. Cada exercício contém um grande número de conceitos que são cobrados pelas mais variadas bancas.

Os exercícios estão nesta apresentação e a resolução será apresentada na sala de aula e, claro, por meio de posts aqui no blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário